Campos de Férias

 

As Escravas começaram os campos há 25 anos sendo, no seu início, compostos apenas pelas Irmãs e as crianças da Fonte da Prata: 20 crianças e cinco Irmãs. O projecto foi evoluindo e, no seu terceiro ano, o campo já se realizou com animadores voluntários, o que permitiu aumentar consideravelmente o número de crianças que passaram a usufruir desta semana por elas tão desejada: 70 crianças dos 7 aos 13 anos e cerca de 20 animadores (Irmãs e voluntários).

(Vídeo: Quinta do Álamo 2011)


Há 5/6 anos surgiu a necessidade de se dar resposta a uma outra faixa etária, começando assim o segundo campo dos 14 aos 18 anos, com a novidade de ficarem a dormir.

(Vídeo: Ferreira do Zêzere 2011)


Este verão de 2011 foi o primeiro ano em que se realizou um 3º campo, com a característica dos voluntários serem membros da mesma família (pais e filhos). As crianças que nele participaram dos 11 aos 13 anos. Para além da ideia de alargar o sentido de missão, perceberam-se várias vantagens:

  • reduzir a faixa etária do 1º campo – 6 aos 10 anos
  • possibilitar um campo em regime de internato para as crianças dos 11 aos 14 anos
  • possibilitar a experiência de viver o campo ‘em família’


(Vídeo: Mestras 2011)


São 150 crianças e jovens da Quinta da Fonte da Prata e 50 animadores voluntários, provenientes de diferentes zonas do país, que participam anualmente nesta atividade, ardentemente esperada pelos que nela participam a partir do Natal!


(Vídeo: Testemunho de uma das jovens participantes em 2011)

 

Em termos legais percebeu-se também a necessidade de ter uma estrutura mais organizada. Foram elaborados Estatutos e Projeto Pedagógico, tendo sido feita a inscrição dos mesmos no IPJ. Conjugaram-se então estas necessidades criando a direccção de campos. A primeira missão deste grupo foi elaborar os Estatutos e o Projeto Pedagógico e efetuar a sua respetiva inscrição no IPJ. A Direção de Campos é responsável e articula toda a máquina necessária para a realização dos campos de férias.

 

Estes campos realizam-se exlusivamente graças aos donativos que, anualmente, se recebem de empresas e particulares em resposta a uma campanha de angariação de fundos lançada pela Fundação.

Por isso, precisamos da sua ajuda! Participe na CAMPANHA que está em curso, informando-se AQUI.

 

Eventos
Notícias mochilaerte

O TASSE-E6G aceitou o desafio

"E se fosse eu? Fazer a mochila e partir." Aqui ficam alguma imagens!‪ #‎esefosseeu

ver + notícias